Morte de idoso por síndrome de Guillain-Barré é investigada em MG

 

Um morador de São João del Rei morreu em Barbacena em fevereiro.
Investigação apura se há relação com doenças transmitidas pelo Aedes.

A morte de um idoso de 69 anos, morador do Bairro Bom Pastor em São João del Rei, diagnosticado com síndrome de Guillain-Barré, é investigada em Minas Gerais. O caso foi registrado em fevereiro, após o paciente ser transferido para o Hospital Regional de Barbacena, onde morreu no último sábado (27). A Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) confirma que exames diagnosticaram que ele estava com dengue. A possibilidade de que também estivesse com vírus da zika é apurada.

Primeiramente, ele foi levado para o hospital Nossa Senhora das Mercês, em São João del Rei, onde  foi diagnoticado com dengue. Cinco dias depois teve alta e foi orientado a se tratar em casa. No dia seguinte, passou mal novamente e o quadro piorou. Foi internado no Hospital Regional, em Barbacena, e recebeu o diagnóstico de síndrome Guillain-Barré. Ele teve uma parada cardiorespiratoria e não resistiu.

De acordo com o atestado de óbito, a causa da morte foi parada cardiorrespiratória, insuficiência respiratória aguda e síndrome de Guillain-Barré. A meta da investigação em andamento pelas Vigilâncias Epidemiológicas das duas cidades do Campo das Vertentes, que também aguarda o resultado de exames de sorologias, é comprovar ou descartar que doenças transmitidas peloAedes aegypti desencadearam a síndrome no idoso.

Procurada pelo G1, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que como a morte é muito recente, ainda não possui informações específicas sobre este caso. E que uma investigação será feita para saber se o paciente também tinha dengue e foi a causa da morte. Só após isso, a Secretaria será notificada.

fonte: g1

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Share on Tumblr0Pin on Pinterest0

Deixe o seu comentário

Comentários